O que é um Orçamento?

Marcos E. Fink - Ganancia.com.br

Quando detectamos um defeito em um equipamento que não está mais em garantia, uma das primeiras coisas que pensamos em fazer é chamar um técnico e solicitar um orçamento para o conserto. Quando percebemos um pequeno vazamento em casa, a mesma coisa: chamamos um encanador para que faça um orçamento para o serviço de conserto. Quando o carro enguiça, mesmo que estejamos precisando do veículo reparado urgentemente, não autorizamos o serviço mecânico sem antes verificar o orçamento. Não raro, solicitamos dois ou três orçamentos para um mesmo serviço, para optarmos pelo melhor deles (aliás, essa é uma atitude muito sábia).

Por que fazemos isso? Porque queremos saber antecipadamente quanto vai custar o serviço.

Quando queremos comprar um bem, especialmente se for de valor mais elevado, também pesquisamos preços em diversas lojas. Quando fazemos isso, na verdade, estamos procurando o melhor orçamento.

Agora, quando o orçamento se refere ao nosso custo de vida, infelizmente não temos a mesma preocupação.

Imagine que alguém estivesse disposto a pagar todas as suas despesas mensais (todo o seu custo de vida). Qual seria a primeira pergunta que essa pessoa faria a você?

OrçamentoA pergunta seria algo como: Quanto custa para você passar o mês? Em seguida, pediria que você fizesse uma relação discriminada desses custos, para verificar se é isso mesmo.

Fazer o orçamento doméstico ou pessoal nada mais é do que determinar antecipadamente o nosso custo de vida. Só que, como dificilmente vamos encontrar alguém que queira pagar todas as nossas despesas, nós mesmos, com árduo trabalho e muito suor (Gn 3:19) teremos de custeá-las. E o nosso salário é o limite que o nosso custo de vida pode atingir. Para muitas famílias, é necessária verdadeira "ginástica" financeira para fazer as contas fecharem e "caberem" no salário.

Lembra do casal Silva do outro texto de explicação sobre Controle Financeiro? Pois é, era nessa situação que eles se encontravam. Ao estruturarem o seu Controle Financeiro, também estudaram os Princípios Bíblicos de Finanças. Assim, começaram a aprender a se contentar com o salário. Puderam identificar muitos gastos dispensáveis, nessa perspectiva, embora tenham percebido alguns investimentos indispensáveis que deveriam considerar. Registrando os seus gastos por alguns meses, já tinham uma base melhor para determinar o quanto realmente precisavam para passar o mês. E mais, já podiam verificar com mais clareza onde cortar custos, além daqueles custos mais óbvios que haviam percebido de imediato.

Cortar custos. Complicado isso. Mas como aumentar os rendimentos para sustentar o custo de vida é mais complicado, o caminho mais comum para ajustar as contas é esse: cortar custos, expurgar despesas desnecessárias.

No orçamento, então, devemos orçar todas as Entradas/Receitas, para sabermos, de fato, qual é o limite que possuímos para gastar. A partir daí, podemos orçar as Saídas/Despesas, que, obviamente, devem totalizar valor menor que as Entradas/Receitas. Fazendo isso no início de cada mês, vamos nos esforçar durante o mês para obtermos todas as Entradas que orçamos. Do mesmo modo, poderemos acompanhar as Saídas, comparando-as com os valores orçados, e fazendo o possível para não ultrapassarmos o que determinamos como orçamento para cada despesa.

Espero que o texto acima, embora bastante simplificado, tenha sido útil para ajudar a compreender o que é e para que serve um orçamento. :o))

Como fazer o orçamento no programa Ganância?

É relativamente fácil fazer e acompanhar o orçamento mensal no programa Ganância Finanças Pessoais. O mais difícil é ter disciplina para isso.

Obs: a continuação desse texto será mais facilmente compreendida se antes for lido o texto Como Iniciar o Controle Financeiro.

O Orçamento é feito a partir das contas do Plano de Contas. Cada conta de Receita ou Despesa criada no Plano de Contas aparecerá automaticamente no Orçamento. Ao abrir a janela do Orçamento, o programa mostra os valores orçados do mês corrente para cada conta, e já compara com os lançamentos realizados no Controle Financeiro.

Além do nome e dos códigos de conta, as colunas do Orçamento são as seguintes:

Valor Orçado: é o valor que você determinou como orçamento para cada Conta.
Realizado: é o valor total dos lançamentos da conta, calculado automaticamente pelo programa, a partir dos lançamentos do Controle Financeiro. Esse valor é o mesmo que é apresentado na coluna Movimento, no Balancete.
% Realizado: é a comparação percentual entre o valor Realizado e o Valor Orçado. Por exemplo, se para uma conta de despesa você orçou R$ 100, e já gastou R$ 40, esta coluna indicará que 40% do valor orçado já foi atingido.
Saldo: é a diferença entre o Valor Orçado e o Valor Realizado. Para as Receitas, é o valor que ainda deverá ser recebido. Para as Despesas, é o limite que ainda pode ser gasto.

Ao abrir o Orçamento de cada mês, inicialmente a coluna Valor Orçado estará zerada para todas as contas. Você pode orçar individualmente um valor para cada Conta. Posicione o cursor na conta que você quer orçar e clique em Orçar Conta. Na janela que será visualizada, você pode digitar o valor que quer orçar para essa Conta.

Fazer isso, a cada mês, conta por conta, é relativamente trabalhoso. Para facilitar essa tarefa, está disponível a função Gerar Orçamento. Essa função permite que você gere o orçamento para todas as contas a partir dos valores Realizados de um mês qualquer, ou a partir dos Valores Orçados de um outro mês qualquer. Clique sobre o botão Gerar Orçam., preencha as opções solicitadas, clique Gerar e, então, os valores orçados para este mês serão gerados.

Nas contas de Entradas/Receitas, se o valor Realizado é menor que o Valor Orçado, o valor do Saldo será apresentado em vermelho, indicando que o Valor Orçado ainda não foi atingido, e esse fato é ruim (gerando "déficit") para o resultado do orçamento. Se o valor Realizado for maior que o Valor Orçado, o valor do Saldo será apresentado em azul, que indica que isso é bom (gerando "superávit") para o resultado do orçamento do mês.

Nas contas de Saídas/Despesas, o raciocínio é inverso. Se o valor Realizado é maior que o Valor Orçado, o Saldo será apresentado em vermelho, indicando que já foi gasto mais que o Valor Orçado, e isso estará gerando um "buraco" no orçamento. Se o valor Realizado é menor que o Valor Orçado, isso é muito bom, pois foi gasto menos do que o Valor Orçado, e o valor do Saldo será apresentado em azul.

Abaixo da tabela do Orçamento, é apresentado o Resultado do Mês, que é o valor das Receitas (totalizadas na conta 1 Entradas/Receitas) menos as Despesas (totalizadas na conta 2 Saídas/Despesas).

Observação: O objetivo do acompanhamento do orçamento é monitorar o saldo de cada conta, para que, no final do mês, o saldo tanto para as contas de receita quanto para as de despesa seja apresentado em azul, ou zero.
Dica: Como é comum sermos surpreendidos por despesas imprevistas, é aconselhável que o total das despesas orçadas não ultrapasse 90% das receitas orçadas. Ou seja, ao fazer o orçamento, certifique-se de que o Resultado do Mês para o Valor Orçado seja equivalente a pelo menos 10% do total orçado para as Receitas.

Veja a continuação desse texto com outras dicas básicas de operacionalização do orçamento no texto de ajuda da janela de Orçamento do programa Ganância Finanças Pessoais.

Conselho: Leia a reflexão "Alerta sobre Controle Financeiro e Orçamento".


Outros textos de Orientação Prática


Leia também...

Conhecimento, Dinheiro e Poder

"Use o conhecimento para ajudar pessoas, nunca para explorá-las; use o dinheiro para suprir necessidades das pessoas, nunca para comprá-las; use o poder para servir às pessoas, nunca para dominá-las".

Leia mais...

Downloads Grátis

  Software Ganância Finanças
  Apostila de Finanças 2013
  Livreto de Finanças
  Folhetos Ganância

Artigos

  Artigos   Reflexões
  Orientações Práticas

Livre-se das Dívidas!

O Mordomo Fiel

O Mordomo Fiel não é ganancioso.

Jesus disse: "Cuidado! Fiquem de sobreaviso contra todo tipo de ganância; a vida de um homem não consiste na quantidade dos seus bens". [Lc 12.15]

Estamos em um mundo dominado pela ganância, e, sem muito esforço, podemos perceber os males causados por esse fato. Sonde o seu coração e verifique se não há atitudes na sua vida movidas pela ganância. Memorize Lc 12.15 hoje.
Obs: Note que as duas partes desse versículo rebatem consistentemente a chamada "Teologia da Prosperidade".

Veja todos... »


Textos Bíblicos

Mateus 6:19-24

19 "Não acumulem para vocês tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem destroem, e onde os ladrões arrombam e furtam. 20 Mas acumulem para vocês tesouros nos céus, onde a traça e a ferrugem não destroem, e onde os ladrões não arrombam nem furtam. 21 Pois onde estiver o seu tesouro, aí também estará o seu coração".

Leia mais...

Provérbios 3:1-26

23 Então você seguirá o seu caminho em segurança, e não tropeçará; 24 quando se deitar, não terá medo, e o seu sono será tranqüilo. 25 Não terá medo da calamidade repentina nem da ruína que atinge os ímpios, 26 pois o Senhor será a sua segurança e o impedirá de cair em armadilha.

Leia mais...

Lucas 16:11
"Assim, se vocês não forem dignos de confiança em lidar com as riquezas deste mundo ímpio, quem lhes confiará as verdadeiras riquezas?"


Um pouco do Ganância em
Inglês: noGreed.net
Alemão: Gewinnsucht.net