O que é um Orçamento?

Marcos E. Fink - Ganancia.com.br

Quando detectamos um defeito em um equipamento que não está mais em garantia, uma das primeiras coisas que pensamos em fazer é chamar um técnico e solicitar um orçamento para o conserto. Quando percebemos um pequeno vazamento em casa, a mesma coisa: chamamos um encanador para que faça um orçamento para o serviço de conserto. Quando o carro enguiça, mesmo que estejamos precisando do veículo reparado urgentemente, não autorizamos o serviço mecânico sem antes verificar o orçamento. Não raro, solicitamos dois ou três orçamentos para um mesmo serviço, para optarmos pelo melhor deles (aliás, essa é uma atitude muito sábia).

Por que fazemos isso? Porque queremos saber antecipadamente quanto vai custar o serviço.

Quando queremos comprar um bem, especialmente se for de valor mais elevado, também pesquisamos preços em diversas lojas. Quando fazemos isso, na verdade, estamos procurando o melhor orçamento.

Agora, quando o orçamento se refere ao nosso custo de vida, infelizmente não temos a mesma preocupação.

Imagine que alguém estivesse disposto a pagar todas as suas despesas mensais (todo o seu custo de vida). Qual seria a primeira pergunta que essa pessoa faria a você?

OrçamentoA pergunta seria algo como: Quanto custa para você passar o mês? Em seguida, pediria que você fizesse uma relação discriminada desses custos, para verificar se é isso mesmo.

Fazer o orçamento doméstico ou pessoal nada mais é do que determinar antecipadamente o nosso custo de vida. Só que, como dificilmente vamos encontrar alguém que queira pagar todas as nossas despesas, nós mesmos, com árduo trabalho e muito suor (Gn 3:19) teremos de custeá-las. E o nosso salário é o limite que o nosso custo de vida pode atingir. Para muitas famílias, é necessária verdadeira "ginástica" financeira para fazer as contas fecharem e "caberem" no salário.

Lembra do casal Silva do outro texto de explicação sobre Controle Financeiro? Pois é, era nessa situação que eles se encontravam. Ao estruturarem o seu Controle Financeiro, também estudaram os Princípios Bíblicos de Finanças. Assim, começaram a aprender a se contentar com o salário. Puderam identificar muitos gastos dispensáveis, nessa perspectiva, embora tenham percebido alguns investimentos indispensáveis que deveriam considerar. Registrando os seus gastos por alguns meses, já tinham uma base melhor para determinar o quanto realmente precisavam para passar o mês. E mais, já podiam verificar com mais clareza onde cortar custos, além daqueles custos mais óbvios que haviam percebido de imediato.

Cortar custos. Complicado isso. Mas como aumentar os rendimentos para sustentar o custo de vida é mais complicado, o caminho mais comum para ajustar as contas é esse: cortar custos, expurgar despesas desnecessárias.

No orçamento, então, devemos orçar todas as Entradas/Receitas, para sabermos, de fato, qual é o limite que possuímos para gastar. A partir daí, podemos orçar as Saídas/Despesas, que, obviamente, devem totalizar valor menor que as Entradas/Receitas. Fazendo isso no início de cada mês, vamos nos esforçar durante o mês para obtermos todas as Entradas que orçamos. Do mesmo modo, poderemos acompanhar as Saídas, comparando-as com os valores orçados, e fazendo o possível para não ultrapassarmos o que determinamos como orçamento para cada despesa.

Espero que o texto acima, embora bastante simplificado, tenha sido útil para ajudar a compreender o que é e para que serve um orçamento. :o))

Como fazer o orçamento no programa Ganância?

É relativamente fácil fazer e acompanhar o orçamento mensal no programa Ganância Finanças Pessoais. O mais difícil é ter disciplina para isso.

Obs: a continuação desse texto será mais facilmente compreendida se antes for lido o texto Como Iniciar o Controle Financeiro.

O Orçamento é feito a partir das contas do Plano de Contas. Cada conta de Receita ou Despesa criada no Plano de Contas aparecerá automaticamente no Orçamento. Ao abrir a janela do Orçamento, o programa mostra os valores orçados do mês corrente para cada conta, e já compara com os lançamentos realizados no Controle Financeiro.

Além do nome e dos códigos de conta, as colunas do Orçamento são as seguintes:

Valor Orçado: é o valor que você determinou como orçamento para cada Conta.
Realizado: é o valor total dos lançamentos da conta, calculado automaticamente pelo programa, a partir dos lançamentos do Controle Financeiro. Esse valor é o mesmo que é apresentado na coluna Movimento, no Balancete.
% Realizado: é a comparação percentual entre o valor Realizado e o Valor Orçado. Por exemplo, se para uma conta de despesa você orçou R$ 100, e já gastou R$ 40, esta coluna indicará que 40% do valor orçado já foi atingido.
Saldo: é a diferença entre o Valor Orçado e o Valor Realizado. Para as Receitas, é o valor que ainda deverá ser recebido. Para as Despesas, é o limite que ainda pode ser gasto.

Ao abrir o Orçamento de cada mês, inicialmente a coluna Valor Orçado estará zerada para todas as contas. Você pode orçar individualmente um valor para cada Conta. Posicione o cursor na conta que você quer orçar e clique em Orçar Conta. Na janela que será visualizada, você pode digitar o valor que quer orçar para essa Conta.

Fazer isso, a cada mês, conta por conta, é relativamente trabalhoso. Para facilitar essa tarefa, está disponível a função Gerar Orçamento. Essa função permite que você gere o orçamento para todas as contas a partir dos valores Realizados de um mês qualquer, ou a partir dos Valores Orçados de um outro mês qualquer. Clique sobre o botão Gerar Orçam., preencha as opções solicitadas, clique Gerar e, então, os valores orçados para este mês serão gerados.

Nas contas de Entradas/Receitas, se o valor Realizado é menor que o Valor Orçado, o valor do Saldo será apresentado em vermelho, indicando que o Valor Orçado ainda não foi atingido, e esse fato é ruim (gerando "déficit") para o resultado do orçamento. Se o valor Realizado for maior que o Valor Orçado, o valor do Saldo será apresentado em azul, que indica que isso é bom (gerando "superávit") para o resultado do orçamento do mês.

Nas contas de Saídas/Despesas, o raciocínio é inverso. Se o valor Realizado é maior que o Valor Orçado, o Saldo será apresentado em vermelho, indicando que já foi gasto mais que o Valor Orçado, e isso estará gerando um "buraco" no orçamento. Se o valor Realizado é menor que o Valor Orçado, isso é muito bom, pois foi gasto menos do que o Valor Orçado, e o valor do Saldo será apresentado em azul.

Abaixo da tabela do Orçamento, é apresentado o Resultado do Mês, que é o valor das Receitas (totalizadas na conta 1 Entradas/Receitas) menos as Despesas (totalizadas na conta 2 Saídas/Despesas).

Observação: O objetivo do acompanhamento do orçamento é monitorar o saldo de cada conta, para que, no final do mês, o saldo tanto para as contas de receita quanto para as de despesa seja apresentado em azul, ou zero.
Dica: Como é comum sermos surpreendidos por despesas imprevistas, é aconselhável que o total das despesas orçadas não ultrapasse 90% das receitas orçadas. Ou seja, ao fazer o orçamento, certifique-se de que o Resultado do Mês para o Valor Orçado seja equivalente a pelo menos 10% do total orçado para as Receitas.

Veja a continuação desse texto com outras dicas básicas de operacionalização do orçamento no texto de ajuda da janela de Orçamento do programa Ganância Finanças Pessoais.

Conselho: Leia a reflexão "Alerta sobre Controle Financeiro e Orçamento".


Outros textos de Orientação Prática


Leia também...

Caráter

Qual é a importância do caráter de uma pessoa? É fácil conviver com uma pessoa de caráter duvidoso? Até no ambiente empresarial já estão percebendo que o caráter é mais importante que a competên- cia, inteligência ou aptidão para realizar uma tarefa. Em geral...

Leia mais...

Downloads Grátis

  Software Ganância Finanças
  Apostila de Finanças 2013
  Livreto de Finanças
  Folhetos Ganância

Artigos

  Artigos   Reflexões
  Orientações Práticas

Livre-se das Dívidas!

O Mordomo Fiel

O Mordomo Fiel submete sua vida e seus planos ao Senhor.

"Não há sabedoria alguma, nem discernimento algum, nem plano algum que possa opor-se ao Senhor". [Pv 21.30]

Leia também Sl 135.5-6; Pv 3.5-6; Pv 16.1-3,9; At 17.26 e Tg 4.13-17. Quem está no controle das pessoas e das circunstâncias? Você reconhece que Deus é soberano e está no controle de tudo o que acontece?

Veja todos... »


Textos Bíblicos

Tiago 4:2-3

2 Vocês cobiçam coisas, e não as têm; matam e invejam, mas não conseguem obter o que desejam. Vocês vivem a lutar e a fazer guerras. Não têm, porque não pedem.
3 Quando pedem, não recebem, pois pedem por motivos errados, para gastar em seus prazeres.

Leia mais...

Provérbios 11:4,28

4 De nada vale a riqueza no dia da ira divina, mas a retidão livra da morte.
28 Quem confia em suas riquezas certamente cairá, mas os justos florescerão como a folhagem verdejante.

Leia mais...

Lucas 16:11
"Assim, se vocês não forem dignos de confiança em lidar com as riquezas deste mundo ímpio, quem lhes confiará as verdadeiras riquezas?"


Um pouco do Ganância em
Inglês: noGreed.net
Alemão: Gewinnsucht.net