Como Ser um Cristão Autêntico

Bill Hybels

Como Ser um Cristão Autêntico Autor: Bill Hybels
Editora Vida
Procurar no site Estante Virtual

Este livro é um toque de clarim aos cristãos para recuperarem o cristianismo autêntico em sua vida e, assim, influenciarem o mundo.

Este livro desafia os cristãos a examinarem seu estilo de vida e com sinceridade procurarem saber se Deus de fato operou neles uma transformação.

Leia alguns trechos do livro:

 
Pág 9-11 - Cap 1

Uma conferência sobre crescimento pessoal para cristãos não é o lugar em que você esperaria ver uma briga. Especialmente uma briga entre líderes. Mas foi exatamente numa dessas conferências que presenciei o inesperado. Como novo convertido, estava apenas começando a aprender sobre liderança. Ter a oportunidade de observar como cristãos maduros se comportavam era tudo que eu precisava. Pelo menos foi o que pensei.

A reunião ia já pela metade quando uma questão sobre certa decisão provocou um debate. O debate acabou em uma acalorada discussão. Demorou apenas quarenta e cinco minutos para que aqueles cristãos quase chegassem à violência física.

Antes que os conferencistas pudessem resolver a questão, veio o sinal para o início da próxima atividade - um culto para todos os participantes. Passamos para uma sala próxima. Ali, o presidente do comitê, que fora tão cáustico quanto qualquer outro na reunião anterior, pegou o microfone. Sorrindo de orelha a orelha, ele falou: "A Escritura nos diz que a marca do verdadeiro cristão é o amor, por isso vamos nos dar as mãos e cantar 'Saberão que somos cristãos ao verem o nosso amor'".

Essa foi a minha iniciação no mundo do cristianismo inautêntico. Tenho aprendido que esta incoerência não é fato isolado. As pessoas muitas vezes vivem de uma forma quando estão em evidência e de outra quando por trás de portas fechadas.

(...)

O cristianismo inautêntico se manifesta de diversas maneiras. Neste livro examinaremos apenas doze destas manifestações. Discorrerei sobre certas incoerências no viver cristão:
1. Um estilo de cristianismo baseado mais em métodos externos do que em mudanças interiores, que nada mais é do que uma tentativa de santidade à qual falta poder.
2. Homens cristãos que não têm a menor idéia do que significa "ser como Jesus", que se destacam plenamente entre os modelos machistas tradicionais e as versões suavizadas de masculinidade de nossos dias.
3. Mulheres cristãs quase arrebentadas por tentarem seguir as vozes conflitantes da nossa cultura: Mãe em tempo integral? Mulher de carreira? Dependente? Independente? Sufocada? Submissa?
4. Relacionamentos marcados mais pelo engano do que pelo diálogo franco.
5. Casamentos em que os cônjuges se toleram em vez de restaurarem um ao outro, onde a coabitação substitui o romance.
6. Pais cujas buscas externas obscurecem suas responsabilidades na criação dos filhos.
7. Cristãos mal-orientados que escondem sofrimento e dor atrás de máscaras sorridentes.
8. Líderes obreiros cristãos cujo serviço é ineficaz porque eles estão fazendo as tarefas erradas pelos motivos errados.
9. Cristãos que evangelizam movidos pela culpa e não pelo temor a Deus e amor pelas almas perdidas.
10. Trabalhadores cujo ofício é uma carga muito pesada em vez de uma atividade significativa, ou obsessão em vez de profissão.
11. Orçamentos que estão fora de controle porque os cristãos não levam a sério a tarefa de mordomos.
12. Cristãos que expressam preocupação com a boa forma física e com a saúde e depois comem e deixam de se exercitar como se não se importassem nem um pouco.


Pág 57-58 - Cap 5

Falar a verdade: Caminho para Relacionamentos Autênticos

Anelamos por relacionamentos nos quais possamos ser completamente honestos, abertos e vulneráveis. Nos quais possamos compartilhar fracassos e sucessos, defeitos e qualidades. Nos quais possamos revelar dúvidas e temores. Nos quais possamos encontrar empatia e trocar confidências.

Esses relacionamentos íntimos, autênticos, são exatamente o que Deus tem em mente para nós. Ele nos criou para relacionamentos, e deseja que os experimentemos no que eles têm de melhor.

Todos nós desejamos relacionamentos profundos, autênticos, marcados por integridade e comunicação franca. Mas quantas vezes os experimentamos? Ocasionalmente? Uma vez na vida? Nunca?

Durante a última década e meia, ouvi muitas histórias de relacionamentos marcados por hostilidades ocultas e mágoas inexpressadas. Embora diversos fatores contribuam para isso, creio que o maior problema é que muitas vezes violamos os requisitos básicos dos relacionamentos autênticos. E um deles é a honestidade. Aprender a dizer a verdade aos outros é a base dos relacionamentos genuínos ...


Pág 168 - Cap 11

Trabalho: Transformando a Labuta em Satisfação

O trabalho humano foi projetado por Deus, atribuído a cada um de nós e oferecido como oportunidade de construir confiança, desenvolver caráter e desfrutar a satisfação da realização. Será que isso parece maldição?

A autenticidade vocacional, quando temos o trabalho certo, pelo motivo certo e desfrutamos as recompensas certas, nos permite vivenciar o trabalho como uma bênção que ele foi feito para ser.


Pág 175-191 - Cap 12

A Sedução do Dinheiro

Ele nos chama e nos corteja. Atormenta e seduz. Suga-nos em suas garras e causa devastação em nossas vidas. E ainda assim negamos o seu poder sinistro.

Um Monstro do Dinheiro? Ah! Isso não existe!

Como crianças orgulhosas de terem deixado para trás sua crença em ameaças noturnas no quarto, rimos da idéia de que existe um Monstro do Dinheiro. Um poder sinistro? Uma força tirânica? Você deve estar brincando! Dinheiro é apenas um meio de permuta.

Entretanto, dedicamos nossas vidas a ganhá-lo, nos gloriamos em gastá-lo e ficamos sem dormir à noite calculando como ajuntar mais dele. Buscamos empregos inautênticos por causa dele. Prostramo-nos a seus pés e saudamos as suas ordens.

Há um Monstro do Dinheiro, sim, astuto e matreiro. Já faz séculos que ele está por aí, mas durante os últimos anos ele saiu das sombras para a correnteza da vida.

(...)

O fascinante é que, enquanto nossas necessidades financeiras são supridas, nosso apetite por dinheiro tende a aumentar, em vez de diminuir. Quando estamos fisicamente famintos, enchemos nosso estômago e depois nos afastamos da mesa. Não acontece o mesmo com o dinheiro. Parece que quanto mais conseguimos, mais queremos.

(...)

Conheci recentemente um milionário que atingiu todas as suas metas financeiras até os quarenta e dois anos de idade. Depois ele experimentou o "pânico do sucesso". Sentou-se em seu apartamento e de repente percebeu que sua longa lista de aquisições não o satisfazia.

Se nosso valor central foi a aquisição de bens materiais, teremos dificuldade em viver dentro das nossas posses, porque jamais saciaremos nossa fome por mais coisas. Mas o ganho material nunca cumpre o que promete. Quer saibamos, quer não, o que realmente buscamos é a satisfação da alma. E nenhuma casa, carro, brinquedo ou conta bancária pode oferecer isso. (...) Quando [as pessoas] despertarão para o fato de que o dinheiro não cumpre o que promete?

(...)

Lucas 16:11 diz: "Assim, se vocês não forem dignos de confiança em lidar com as riquezas deste mundo ímpio, quem lhes confiará as verdadeiras riquezas?"

Quais são estas "verdadeiras riquezas"? Gente, Jesus está dizendo que se não pudermos lidar com o dinheiro, que é terreno e temporal, como Ele pode confiar em nós para influenciar as pessoas, que são portadoras da imagem de Deus e têm valor eterno e infinito para Ele?

Isso me inspira! Quero passar no teste da administração do dinheiro para poder ser incumbido do privilégio de influenciar as pessoas por toda a eternidade. Quero ser livre para oferecer o meu tempo, energia e recursos aos outros.

Downloads Grátis

  Software Ganância Finanças
  Apostila de Finanças 2013
  Livreto de Finanças
  Folhetos Ganância

Artigos

  Artigos   Reflexões
  Orientações Práticas

Livre-se das Dívidas!

O Mordomo Fiel

O Mordomo Fiel é altruísta.

"Lembrando as palavras do próprio Senhor Jesus que disse: 'Há maior felicidade em dar do que em receber'". [At 20.35b]

Leia alguns textos bíblicos sobre egoísmo: Rm 2.8a; Fl 2.3a; 1Tm 6.9-10; Tg 3.16 e Tg 4.2-3. E agora, sobre altruísmo: Rm 12.13; Fp 2.4; Pv 11.24-25 e 1Tm 6.18. Você deseja uma vida com as conseqüências do egoísmo ou do altruísmo? "O que o homem semear, isso também colherá" Gl 6.7b. Nesta semana, medite especialmente sobre Jo 15.12-14; Rm 5.7-8 e Fp 2.5-11.

Veja todos... »


Textos Bíblicos

Salmo 15:1-5

1 Senhor, quem habitará no teu santuário? Quem poderá morar no teu santo monte?2 Aquele que é íntegro em sua conduta e pratica o que é justo, que de coração fala a verdade 3 e não usa a língua para difamar, que nenhum mal faz ao seu semelhante e não lança calúnia contra o seu próximo...

Leia mais...

Eclesiastes 5:10-15

10 Quem ama o dinheiro jamais terá o suficiente; quem ama as riquezas jamais ficará satisfeito com os seus rendimentos. Isso também não faz sentido.
11 Quando aumentam os bens, também aumentam os que os consomem. E que benefício trazem os bens a quem os possui, senão dar um pouco de alegria aos seus olhos?

Leia mais...

Lucas 16:11
"Assim, se vocês não forem dignos de confiança em lidar com as riquezas deste mundo ímpio, quem lhes confiará as verdadeiras riquezas?"


Um pouco do Ganância em
Inglês: noGreed.net
Alemão: Gewinnsucht.net